Fórum sobre os 30 anos do SUS debate autocuidado como caminho para aprimoramento do sistema

A cultura da saúde pública brasileira, aplicada nos últimos 30 anos, de tratar a doença e não o paciente, tem gerado altos custos para o Estado. Uma alternativa pode estar na medicina preventiva de caráter humanitário, que, além de reduzir os gastos econômicos e sociais do governo, promove a melhoria na qualidade de vida dos cidadãos. O autocuidado está entre as estratégias educativas que prometem resultados bastante satisfatórios. Repensar o próprio estilo de vida e adotar hábitos saudáveis têm consequências significativas no sistema de saúde pública.

Ações bem sucedidas de promoção do autocuidado no Brasil e no exterior serão apresentadas durante o X Fórum Internacional – 30 anos do SUS e o autocuidado para a promoção da saúde. O evento, com inscrições gratuitas, será realizado em 26 de junho, às 14 horas, no Auditório Senador Antônio Carlos Magalhães, na sede do Interlegis, anexo E do Senado Federal, em Brasília (DF).

Na ocasião, especialistas farão uma reflexão sobre as três décadas de existência do SUS, o maior sistema público de saúde do mundo, que atende, direta ou indiretamente, toda a população brasileira.

Criado pela Constituição Federal de 1988, o SUS tem o objetivo de fazer valer o direito de acesso integral à saúde e foi o responsável por muitos avanços na área. No entanto, o processo é dinâmico e exige uma atualização constante.

Fórum Internacional – 30 anos do SUS e o autocuidado para a promoção da saúde

Descrição: O evento tem como objetivo promover uma extensa divulgação de informações sobre a trajetória do SUS nos seus 30 anos de existência, seu impacto e seus desafios na história da saúde pública do Brasil. Apresentar os benefícios com o desenvolvimento de estratégias educativas em saúde para o autocuidado, que tem se revelado bastante promissora para a melhoria da saúde e redução de custos, com foco na agenda 2030, para assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Público: governos; poder Legislativo, Executivo e Judiciário; setor privado (indústrias e comércio); profissionais do setor; redes virtuais; imprensa; instituições nacionais e internacionais; centros de pesquisa; universidades e terceiro setor.

Local: Auditório Antonio Carlos Magalhães no Interlegis (Senado Federal), Brasília/DF

Data: 26 de junho de 2018, terça-feira, das 14 às 18 horas

Realização: Instituto Brasileiro de Ação Responsável

Coordenação: Agência de Integração à Saúde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Social do Brasil – Íntegra Brasil

Instituições parceiras: Congresso Nacional; Ministério da Saúde; Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD; Agência Íntegra Brasil e Interlegis.

Inscrições (gratuitas): http://www.acaoresponsavel.org.br/eventos/formulario.php?id=700