Estudo clínico de febre amarela tem fase de captação concluída

Mais um estudo clínico de Bio-Manguinhos finalizou a fase de captação de participantes. A Assessoria Clínica (Asclin) está coordenando o “Estudo de imunidade contra a febre amarela após uma dose da vacina em crianças e adultos: estudo de coorte em área não endêmica” desde julho de 2016. Após captar 4.761 participantes, moradores de Alhandra, Caaporã e Conde, municípios do estado da Paraíba, o Instituto promoverá um evento dias 4, 5 e 6 de julho, na Universidade Federal da Paraíba (UFPb), que é a proponente do estudo, junto aos parceiros que apoiaram o estudo para mostrar os resultados até aqui.

Representando a Fiocruz, estão o diretor de Bio-Manguinhos, Maurício Zuma, a coordenadora da Asclin, Maria de Lourdes Maia, o pesquisador do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), Luiz Antônio Camacho, e o pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia (INI), José Cerbino. Foram confirmadas as presenças de Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI/MS), Felipe Bonifácio, da Coordenação de Pesquisa Clínica (Copec/Decit/MS) e Karla Gram, da Rede Fiocruz de Pesquisa Clínica (RFPC).

A comitiva vai agradecer pelas parcerias que tornaram essa pesquisa possível, principalmente pela colaboração dos 71 profissionais envolvidos diretamente na pesquisa. O grupo colaborativo é composto pelas Secretaria Estadual de Saúde da Paraíba e secretarias municipais de saúde de Alhandra, Caaporã e Conde, Laboratório Central de Saúde Pública Dra Telma Lobo (Lacen/Pb), Laboratório de Tecnologia Virológica (Latev/Bio-Manguinhos) e Laboratório de Flavivírus (IOC/Fiocruz).

Fonte: Biomanguinhos